Pais atuantes, crianças seguras, bons alunos

Não existe fórmula para formar bons alunos, mas participar da vida das crianças com afeto e cuidado já é um bom começo

Ao escolher uma boa escola, muitos pais acreditam que cumprem, dessa forma, com a responsabilidade que lhes cabe em relação à educação do filho. Agora pare e pense: isso é mesmo suficiente? Esse é apenas o primeiro passo, num caminho que precisa ser trilhado sempre ao lado do seu filho. Não existe uma fórmula pronta para formar crianças felizes ou bons alunos. Mas existem sim muitas maneiras de ajudar o seu filho a desenvolver segurança e autonomia, dois ingredientes essenciais na formação de crianças preparadas para enfrentar os desafios da vida e da escola.

Aos pais, assim como aos educadores, cabe, cada um no seu papel, oferecer os estímulos adequados. E, em casa, o mais importante é dar suporte emocional para que a criança se sinta valorizada. Crianças pouco estimuladas em casa ou fragilizadas emocionalmente se transformam em alunos com problema de autoestima – o que vai, inevitavelmente, comprometer o desempenho nos estudos. Portanto, lembre-se: criança feliz e segura tem mais condições de aprender, perguntar e desenvolver seus próprios argumentos. E fazer o seu filho feliz também depende de você.

Leia também:

Filhos rebeldes ou pais sem autoridade?
Meu filho está aprendendo de um jeito muito diferente do que eu aprendi… Isso é bom ou ruim?