Preparação para o vestibular: tranquilidade para pais e filhos

Uma das fases mais difíceis da vida dos jovens, a preparação para o vestibular exige tranquilidade de pais e filhos

A maneira como os pais participam do processo de desenvolvimento dos filhos é decisiva para o futuro de um indivíduo, podendo contribuir para o sucesso ou dificultar a missão. Muito se fala sobre a importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos, mas alguns acreditam que basta prestar atenção às notas e acompanhar a lição de casa.

O papel da família vai muito além: requer, por parte dos pais, tranquilidade e a eterna lembrança de que são os exemplos dados por eles o maior direcionador para os filhos. O ambiente em casa tem grande influência no autocontrole e bem-estar emocional do adolescente e na sua capacidade de concentração. Passada a infância, os desafios começam a se tornar mais frequentes e difíceis.

Pais seguros, filhos seguros

Entre as principais dificuldades que jovens recém-saídos da adolescência encontram nessa fase da vida está, certamente, o ingresso no Ensino Superior. Uma etapa que acaba por criar ansiedade tanto nos filhos quanto nos pais. Uma boa forma de driblar tal sensação é sinalizar para os filhos quais caminhos eles podem seguir e acompanhá-los nessa jornada para deixá-los mais seguros. Se os pais não estiverem tranquilos, não passarão segurança alguma. É preciso acreditar na escola escolhida para os filhos e estar ciente de que ter bom desempenho numa prova e ser aceito por uma faculdade é apenas uma parte do caminho. O desenvolvimento tão esperado compreende muito mais – passa não apenas pela formação de excelentes alunos e profissionais bem-sucedidos, mas pela certeza de que escola e família contribuíram para a formação de cidadãos plenos.

O Ensino Médio não pode se reduzir apenas à preparação para o vestibular, assim como os pais também não devem focar apenas nisso nessa fase da vida dos filhos. É preciso enxergar na escola uma oportunidade não apenas de aprendizado do que está previsto na grade curricular, mas também um espaço para o crescimento humano. Portanto, exigir demais do estudante nesse momento não é a melhor saída. É necessário tranquilidade e confiança no caminho trilhado. Os pais, nessa hora, podem ajudar deixando claro que a preparação para os exames é somente mais uma etapa entre tantas que o jovem ainda terá que vencer. E que se preparar bem para o vestibular pode ajudá-lo a estar mais preparado para o futuro.

Leia mais:

Vestibular: motivação e confiança que trazem resultado
Só a aprovação no vestibular importa?