Você conhece as vantagens dos games?

Um quiz para ajudar a entender os benefícios desse universo 

Os games são uma tendência no Brasil e no mundo. Segunda a pesquisa Game Brasil, 66,3% dos brasileiros fazem uso de jogos eletrônicos e adoram. Mas são crianças e adolescentes, fascinados por essas atividades, que podem preocupar pais e responsáveis.

Os jogos acabam gerando uma série de dúvidas: Quanto tempo de jogo pode ser considerado excessivo? Qual a linha tênue entre um hábito saudável e um vício? E quanto aos jogos eletrônicos, como se proteger dos perigos de exposição e influência no comportamento do jogador?

Para ajudar a responder a essas perguntas e entender melhor esse universo, é preciso compreender que os videogames não são mais considerados vilões.

Eles são usados até mesmo em sala de aula e ajudam a desenvolver uma série de habilidades cognitivas e competências socioemocionais como memória, perseverança, investigação e criatividade. Por isso, com equilíbrio, se tornam aliados de uma educação mais humana e coerente, além de divertir e ensinar de maneira lúdica.

Difícil de ver essa atividade dessa forma? Desenvolvemos um quiz sobre o assunto. Com ele, você terá uma noção dos pontos que precisa desenvolver, entenderá melhor os benefícios desse universo e pode sanar algumas dúvidas.

Quiz

1 – Com qual tipo de jogo você está mais acostumado:
a – Videogames, apenas.
b – Jogos eletrônicos, de tabuleiro e aplicativos de celular.
c – Nenhuma das anteriores. Os jogos não fazem parte da minha rotina.

2 – Qual a sua relação com os games?
a – Adoro jogar e estou aberto a sempre conhecer estilos diferentes.
b – Tenho um ou dois jogos preferidos que jogo mais de uma vez na semana.
c – Conheço poucos jogos e, sinceramente, não jogo nenhum deles.

3 – Para você, qual finalidade dos games tem mais evidência?
a – É difícil encontrar uma que seja realmente positiva. Percebo mais os perigos e más consequências do uso dos games.
b – Lazer e interação entre as pessoas.
c – Raciocínio lógico e cooperação.

4 – Qual tipo de jogo mais chama a sua atenção?
a – Jogos com missões complexas, que exigem uma estratégia bem articulada.
b – Jogos que me façam pensar de um jeito diferente e, de preferência, trabalhar em conjunto com outras pessoas.
c – Não me sinto atraído por jogos em geral.

5 – Para que você usa os games?
a – Para me distrair em momentos em que não estou fazendo nada.
b – Para relaxar no fim de semana ou em períodos que preciso descansar.
c – Para aprender de um jeito diferente, enquanto me divirto.

6 – O que você acha do uso dos games na educação?
a – Uma ótima ideia para aliar o conteúdo teórico e a experiência da prática.
b – É preciso ter cuidado para não deixar as crianças viciadas em videogames.
c – Muito legal! É uma forma de deixar alguns conteúdos mais interessantes.

7 – Para você, o que os games ensinam?
a – Sobre os perigos da tecnologia.
b – A usar a criatividade e a pensar de maneiras diferentes.
c – A ter agilidade.

8 – Você acredita que as lições dos games são importantes?
a – Acho que é possível aprendê-las de outra maneira, com menos riscos.
b – Sim! Os games têm lições muito boas e completas.
c – Sim, porém é importante ter também outras atividades que complementam a experiência e a lição aprendida.

9 – Quais jogos você prefere?
a – Jogos em que possa me divertir e aprender, seja eletrônico, seja de tabuleiro.
b – Videogames.
c – Nenhum jogo chama verdadeiramente a minha atenção.

10 – Qual a sua opinião sobre o uso da tecnologia nos games?
a – Ajuda a melhorar ainda mais a qualidade dos gráficos e plataformas de desenvolvimento dos jogos.
b – É uma ajuda para deixar os games ainda mais criativos como, por exemplo, o uso da realidade virtual e aumentada e a comunicação entre pessoas que estão em locais diferentes.
c – É perigoso porque a pessoa pode ficar ainda mais exposta e vulnerável.

Faça a soma de acordo com a resposta em cada questão:

1: a – 2 pontos, b – 3 pontos, c – 1 ponto.
2: a – 3 pontos, b – 2 pontos, c – 1 ponto.
3: a – 1 ponto, b – 2 pontos, c – 3 pontos.
4: a – 2 pontos, b – 3 pontos, c – 1 ponto.
5: a – 1 ponto, b – 2 pontos, c – 3 pontos.
6: a – 3 pontos, b – 1 ponto, c – 2 pontos.
7: a – 1 ponto, b – 3 pontos, c – 2 pontos.
8: a – 1 ponto, b – 2 pontos, c – 3 pontos.
9: a – 3 pontos, b – 2 pontos, c – 1 ponto.
10: a – 2 pontos, b – 3 pontos, c – 1 ponto.

Resultados

De 10 a 16 pontos: você pode conhecer mais

Talvez por medo da exposição os dos males que os games possam causar, você se fechou para a ideia de conhecê-los melhor. Mas quem sabe não está na hora de atualizar a sua visão sobre esse recurso? Descobrir coisas novas é algo muito bom, exercita a mente e rompe barreiras. Que tal começar a explorar o universo dos jogos? Pode ser com um aplicativo para celular, um videogame ou o bom e velho jogo de tabuleiro! Além do conhecimento, você também melhora seus relacionamento sociais se envolver os amigos e a família nestas atividades.

De 17 a 23 pontos: aproveitando em partes

Você tem jeito de quem já conhece games e sabe ressaltar alguns pontos positivos dessa prática. Talvez você mesmo já jogue e até tem um jogo preferido, no qual arrasa na pontuação e nas estratégias. Que tal aproveitar esse engajamento para conhecer outras modalidades e adquirir mais habilidades que os games podem ensinar para você e seu filho? Conhecimento nunca é demais e quanto mais movimento a mente tiver, melhor.

De 24 a 30 pontos: aproveitamento total!

Você entende que cada tipo de jogo (videogame, jogo de tabuleiro e aplicativo para celular) tem benefícios e sabe aproveitá-los com sabedoria, alternando essa atividade com outras como esportes e passeios com a família e amigos. Você valoriza a colaboração e o aprendizado contínuo. Continue praticando hábitos saudáveis e combinando as lições dos jogos com as da vida real. O mundo não para de mudar e você sabe se atualizar.